A grande bênção para um grande privilégio e um grande relacionamento

Chegamos ao capítulo 33 do livro de Deuteronômio, onde Moisés vai abençoar o povo antes da sua morte. Na antiguidade a bênção do pai sobre o filho tinha um papel fundamental e nesse caso Moisés está agindo como um pai, abençoando seus “filhos” sendo esse seu testamento.

E cada uma das famílias (ou tribos) do povo de Israel é mencionada nesse discurso final, onde cada um recebe sua bênção, mostrando que DEUS é fiel e poderoso para prometer e cumprir.

E independente de cada promessa dois fatos são destacados no texto e chamam nossa atenção: A singularidade de DEUS, pois não há outro semelhante à ELE conforme o verso 26 e a grande posição que o povo de Israel ocupa, sendo um povo salvo pelo SENHOR, que é o seu escudo conforme verso 29.

E assim como Israel desfruta de um relacionamento privilegiado com o SENHOR, sendo ao mesmo tempo grandemente abençoado, você como um cristão também precisa recordar que DEUS é o seu grande escudo e salvador, além da sua situação singular, como filho de DEUS.

A grande bênção que podemos desfrutar hoje é saber que somos salvos por meio de JESUS CRISTO e que não existe ninguém maior e melhor do que ELE para nossas vidas.

Que DEUS abençoe seu coração hoje!

Edifique a vida dos seus amigos, conhecidos e familiares compartilhando nossas reflexões no Facebook e curta nossa página.