comida-internacional-6

Curta, divulgue e acompanhe nossa página no Facebook e acompanhe nossos devocionais

Feliz 2018! E continuaremos nossa jornada pela Bíblia, retomando nosso estudo no livro de Levítico, especificamente no capítulo 11.

Levítico é um livro pouco compreendido e lido, pois muitos não conseguem entender seu sentido e propósito. Então é importante você lembrar (ou relembrar) que Levítico é o livro que tem como proposta apresentar como o povo pode se relacionar de maneira adequada com DEUS.

O povo de DEUS havia saído do Egito, libertados por DEUS através de Moisés, e agora estão no deserto a caminho da terra que DEUS havia prometido para seus antepassados, e no meio do caminho DEUS faz uma parada para apresentar ao povo as condições para que esse relacionamento entre o povo e DEUS seja correto.

E no capítulo 11 DEUS vai apresentar uma lista de animais que não deveriam ser tocados nem consumidos pelos israelitas. É um texto muito curioso e objeto de muito debate, afinal alguns entendem que esse tipo de restrição ainda está em vigor para aqueles que desejam ter um relacionamento com DEUS.

Mas a chave para o correto entendimento do significado desse texto encontra-se no Novo Testamento, mais precisamente no livro de Atos, no capítulo 10. Ao examinarmos essa história perceberemos que DEUS fala com Pedro, um dos apóstolos de JESUS dizendo que ele não deveria considerar esses animais impuros. E Pedro percebe que essa lista de animais era na verdade um símbolo para destacar a escolha que DEUS fez  de Israel e que agora (na época de Pedro) essa distinção entre Israel e os demais povos não existia mais, assim como essa lista de animais puros e impuros já não deveria ser considerada válida.

E a grande lição para nós é que embora DEUS tenha usado por um período de tempo uma questão prática, do dia-a-dia, para ensinar para Israel a distinção entre eles e os demais povos, ainda existem grupos religiosos e pessoas que insistem em impor restrições para outras pessoas, em especial nessa questão alimentícia.

Existem pessoas que acham que pelo o que comem, ou deixam de comer, estão em uma condição mais privilegiada diante de DEUS, mas isso não encontra respaldo dentro do pensamento bíblico, pois o apóstolo Paulo em seus escritos diz:

Aquele que come de tudo não deve desprezar o que não come, e aquele que não come de tudo não deve condenar aquele que come, pois Deus o aceitou.
Romanos 14:3
Se DEUS não impõe mais nenhuma restrição nessa área (alimentos), não se coloque debaixo da escravidão das idéias de homens! Seja livre naquilo que DEUS não te restringe!
Que DEUS te abençoe.

 

Anúncios