Se gostou curta, divulgue e acompanhe nossa página no Facebook e acompanhe nossas postagens.

hqdefault

Êxodo capítulo 5 continua nos apresentando a jornada de Moisés que havia sido direcionado por DEUS para retornar ao Egito e confrontar o homem mais poderoso daquela época,o grande Faraó. Moisés e seu irmão Arão apresentam a mensagem divina de libertação para o Faraó, que faz pouco caso do assunto, dizendo que não conhece ao SENHOR DEUS e portanto ele não fará o que está sendo exigido. Ao contrário da libertação, o que vem sobre o povo é mais jugo e opressão, pois o Faraó entende que essa demanda por libertação indica que eles estão ociosos (veja no verso 8) e dessa maneira a carga de trabalho aumenta, o povo se desespera pois agora além de fazerem tijolos eles também devem recolher a palha que também era usada na confecção dos mesmos. O povo vendo que a situação estava piorando se volta para Moisés e Arão de maneira agressiva e pesada, pois eles entendem que é tudo culpa de Moisés, e Moisés se vê em uma difícil situação, pois o homem chamado por DEUS para libertar o povo está na verdade trazendo mais trabalho, açoites e castigos para o povo!

A grande verdade que podemos aprender nessa história é que a promessa divina de libertação não deixou de existir, muito pelo contrário, DEUS ainda está no controle da situação. Mas o que acontece é que em muitos momentos DEUS assim permite que a situação chegue a um ponto onde realmente a única fonte de esperança e consolo é ELE próprio. Se Moisés chegasse ao Faraó e ele de pronto aceitasse o pedido de libertação é muito provável que a impressão tanto para o povo quanto para Moisés é que a libertação foi um sucesso por conta deles. Mas DEUS deixa a situação piorar e chegar a um ponto complicado para mostrar ao povo que somente ELE pode resolver.

Não há mais esperanças, nem para o povo nem para Moisés, e para você, ainda existe alguma esperança em sua vida além do SENHOR DEUS? Você tem depositado NELE toda sua confiança e esperança?

Que DEUS nos abençoe!

Anúncios