Se gostou curta, divulgue e acompanhe nossa página no Facebook e acompanhe nossas postagens

Art-653-Copo-cheio-ou-copo-vazio

Prosseguindo em nossa jornada no livro do Êxodo, no capítulo 4 encontramos Moisés recebendo de DEUS a missão de voltar ao Egito e dizer para o Faraó para libertar o povo. Moisés está inseguro mas DEUS é com ele, dando-lhe uma série de sinais que deveriam ser usados diante do Faraó para comprovar sua autoridade divina. Moisés então resolve obedecer e voltar para o Egito. Ele prepara sua família e inicia a viagem de retorno ao Egito, depois de muitos anos afastado. Mas no meio do caminho algo inusitado acontece! Veja o verso 24, o Senhor encontra Moisés no caminho de volta para o Egito e resolve mata-lo. Mas não estava Moisés obedecendo a ordem divina de voltar para o Egito e confrontar o Faraó? Não estava Moisés em obediência ao mandamento divino? Vemos no restante da história que isso aconteceu porque o filho de Moisés não era circuncidado. Muito interessante ressaltarmos que a circuncisão era o sinal da confiança e participação na aliança que DEUS havia estabelecido com Abraão, o antepassado de Moisés, e que deveria ser o sinal usado pelos filhos de Israel para mostrarem a confiança em DEUS e fé na aliança. Moisés estava voltando ao Egito, mas ainda não estava, digamos, totalmente pronto para servir a DEUS, era necessário que sua família estivesse debaixo da aliança e Moisés não havia cuidado disso até aquele momento.

Sua esposa Zípora, vendo toda a situação, executa a circuncisão de seu filho e a situação é resolvida e a família segue até o Egito.

Importante lembrarmos que obediência deve ser total, e não somente nas questões que desejamos. Moisés estava voltando para o Egito, mas haviam questões que ele deixou de considerar e obedecer e isso não tolerado por DEUS. Nosso SENHOR demanda corações e vidas íntegras e cabe a nós examinarmos nossos corações diariamente buscando cumprir sempre a vontade DELE.

Que DEUS nos abençoe

Anúncios